Dele vieram os conselhos, as broncas e também a proteção.
Mas, para além do que é dito, o processo de aprendizagem também acontece através das experiências e da convivência. Absorvemos os valores, os hábitos e até as manias, para a partir disso, criar nosso próprio caminho.

Por isso, nossa homenagem vem através da valorização de histórias de aprendizado que desenvolvem, abrem caminhos e que são carregadas até hoje por seus protagonistas.

Dele vieram os conselhos, as broncas e também a proteção.

Mas, para além do que é dito, o processo de aprendizagem também acontece através das experiências e da convivência. Absorvemos os valores, os hábitos e até as manias, para a partir disso, criar nosso próprio caminho.

Por isso, nossa homenagem vem através da valorização de histórias de aprendizado que desenvolvem, abrem caminhos e que são carregadas até hoje por seus protagonistas.

Conheça histórias inspiradoras

v

“VALORIZAR A PRESENÇA” - Luiza (filha) e Ricardo (pai)

Nos primeiros meses depois que fui morar em outro país, meu pai não podia me ligar que em poucos minutos começava a chorar. Ele vive dizendo que família é a coisa mais importante do mundo e me ver tão distante foi muito difícil para ele.

Com meu pai, aprendi e sigo aprendendo a valorizar a presença: a família reunida, os almoços de domingo, se juntar pra ver um filme ou dar um mergulho no mar.

“VALORIZAR A PRESENÇA” - Luiza (filha) e Ricardo (pai)

Nos primeiros meses depois que fui morar em outro país, meu pai não podia me ligar que em poucos minutos começava a chorar. Ele vive dizendo que família é a coisa mais importante do mundo e me ver tão distante foi muito difícil para ele.

Com meu pai, aprendi e sigo aprendendo a valorizar a presença: a família reunida, os almoços de domingo, se juntar pra ver um filme ou dar um mergulho no mar.

"A IMPORTÂNCIA DE OUVIR" - Vitor (Filho) e Ricardo (Pai)

Na casa do meu Pai nunca teve televisão. Num tempo pré-internet, a grande estrela entre os eletrodomésticos era o som da sala e seus auto-falantes. Ouvíamos muita coisa. De Bob Marley a Bezerra da Silva, passando por Racionais MCs e Frank Zappa. Hoje, tenho certeza que esse hábito musical que meu pai cultivou foi fundamental pra definir o caminho que sigo na musica e na poesia. Os discos, as melodias e as letras entravam pelos ouvidos das crianças que brincavam, enquanto Elza Soares, Tim Maia, Luiz Melodia e muitos outres artistas incríveis davam seu recado

Muitos anos depois, quando eu já estava na faculdade e paralelamente tocava em uma banda, um dia numa conversa de pai pra filho ouvi o seguinte: “Filho, veja bem: não vá deixar que essa faculdade atrapalhe sua banda!”. Pois é, incentivo nunca me faltou. Por essa e por outras, agradeço: Obrigado, Pai!

"A IMPORTÂNCIA DE OUVIR" - Vitor (Filho) e Ricardo (Pai)

Na casa do meu Pai nunca teve televisão. Num tempo pré-internet, a grande estrela entre os eletrodomésticos era o som da sala e seus auto-falantes. Ouvíamos muita coisa. De Bob Marley a Bezerra da Silva, passando por Racionais MCs e Frank Zappa. Hoje, tenho certeza que esse hábito musical que meu pai cultivou foi fundamental pra definir o caminho que sigo na musica e na poesia. Os discos, as melodias e as letras entravam pelos ouvidos das crianças que brincavam, enquanto Elza Soares, Tim Maia, Luiz Melodia e muitos outres artistas incríveis davam seu recado

Muitos anos depois, quando eu já estava na faculdade e paralelamente tocava em uma banda, um dia numa conversa de pai pra filho ouvi o seguinte: “Filho, veja bem: não vá deixar que essa faculdade atrapalhe sua banda!”. Pois é, incentivo nunca me faltou. Por essa e por outras, agradeço: Obrigado, Pai!

"CONEXÃO COM A NATUREZA" - Carol (Filha) e Reginaldo (Pai)

Meu pai me ensinou que nós somos apenas uma pequena parte do mundo, e cuidando de mim, me ensinou o cuidado com a natureza.

Ele sempre fez questão de que ela fosse muito presente em todos os momentos da minha criação, então minhas primeiras memórias marcantes são dele me ensinando a pular no rio, prestando atenção na minha respiração antes de me ajudar a mergulhar, me ajudando a me equilibrar nas trilhas, dizendo pra eu ficar sempre de frente pro mar, a pisar firme pra onda nenhuma me levar.

Com ele eu aprendi que posso ir a todos os lugares, ocupar todos os espaços, desde que tenha firmeza no calcanhar e muita vontade no peito.

"CONEXÃO COM A NATUREZA" - Carol (Filha) e Reginaldo (Pai)

Meu pai me ensinou que nós somos apenas uma pequena parte do mundo, e cuidando de mim, me ensinou o cuidado com a natureza.

Ele sempre fez questão de que ela fosse muito presente em todos os momentos da minha criação, então minhas primeiras memórias marcantes são dele me ensinando a pular no rio, prestando atenção na minha respiração antes de me ajudar a mergulhar, me ajudando a me equilibrar nas trilhas, dizendo pra eu ficar sempre de frente pro mar, a pisar firme pra onda nenhuma me levar.

Com ele eu aprendi que posso ir a todos os lugares, ocupar todos os espaços, desde que tenha firmeza no calcanhar e muita vontade no peito.

"COCHILO DE BERÇO" - Manuella (Filha) e Átila (pai)

Meu pai tinha uma banda que regulava comigo de idade, um ou dois anos mais velha, no máximo. Eu, ainda de fralda, ia aos ensaios dele e dormia com o ouvido colado no surdo da bateria, e devia confundir o estardalhaço dos pratos com o barulho de chuva.

De algum jeito aquele fuzuê era calmo. De tanto que dormi nesse chão groovado, aos 15 finalmente me permiti aprender o tanto que meu paizinho tinha pra ensinar. Aí que eu comecei a sonhar de verdade, a dormir de verdade só pra acordar, anos mais tarde, vivendo o meu melhor sono, tocando o mesmo instrumento que ele.

"COCHILO DE BERÇO" - Manuella (Filha) e Átila (pai)

Meu pai tinha uma banda que regulava comigo de idade, um ou dois anos mais velha, no máximo. Eu, ainda de fralda, ia aos ensaios dele e dormia com o ouvido colado no surdo da bateria, e devia confundir o estardalhaço dos pratos com o barulho de chuva.

De algum jeito aquele fuzuê era calmo. De tanto que dormi nesse chão groovado, aos 15 finalmente me permiti aprender o tanto que meu paizinho tinha pra ensinar. Aí que eu comecei a sonhar de verdade, a dormir de verdade só pra acordar, anos mais tarde, vivendo o meu melhor sono, tocando o mesmo instrumento que ele.

“PERSEVERANÇA” - Matheus (Filho) e Beto (Pai)

Meu pai é vascaíno apaixonado por futebol. Cresci vendo ele jogar bola de 2 a 3 vezes por semana, admirado pelo seu desempenho e raça em campo. Tenho lembranças maravilhosas dele me levando ao estádio para assistir o Vasco desde muito pequeno

O maior ensinamento que meu pai me passou foi através do esporte. Fui uma criança muito tímida e isso me impedia de realizar coisas que eu queria fazer, como jogar futebol. Eu tinha muito medo de errar e por isso nunca arriscava. Graças a insistência dele, que não desistiu de mim, consegui superar isso e descobri no esporte a minha maior paixão. Hoje sou grato ao meu pai por esse ensinamento que levei pra vida: vencer meus próprios limites.

“PERSEVERANÇA” - Matheus (Filho) e Beto (Pai)

Meu pai é vascaíno apaixonado por futebol. Cresci vendo ele jogar bola de 2 a 3 vezes por semana, admirado pelo seu desempenho e raça em campo. Tenho lembranças maravilhosas dele me levando ao estádio para assistir o Vasco desde muito pequeno

O maior ensinamento que meu pai me passou foi através do esporte. Fui uma criança muito tímida e isso me impedia de realizar coisas que eu queria fazer, como jogar futebol. Eu tinha muito medo de errar e por isso nunca arriscava. Graças a insistência dele, que não desistiu de mim, consegui superar isso e descobri no esporte a minha maior paixão. Hoje sou grato ao meu pai por esse ensinamento que levei pra vida: vencer meus próprios limites.

"Arte como ferramenta de Conexão" - João (Filho) e Jerffeson (Pai)

Desde as minhas primeiras horas de nascimento o meu pai colocou a música na minha vida com seu violão. Aos 9 anos ele me introduziu no meu primeiro instrumento e me mostrou o prazer que é se expressar por meio da arte. Essa conexão permanece até hoje e se faz cada vez mais forte

Atualmente eu percebo o quanto isso foi importante para minha construção como pessoa e principalmente nessa relação solida de amor e respeito que temos.

"Arte como ferramenta de Conexão" - João (Filho) e Jerffeson (Pai)

Desde as minhas primeiras horas de nascimento o meu pai colocou a música na minha vida com seu violão. Aos 9 anos ele me introduziu no meu primeiro instrumento e me mostrou o prazer que é se expressar por meio da arte. Essa conexão permanece até hoje e se faz cada vez mais forte

Atualmente eu percebo o quanto isso foi importante para minha construção como pessoa e principalmente nessa relação solida de amor e respeito que temos.

"Saber nadar te ajuda a sobreviver nas correntezas" - Hugo (filho) e Marcos (pai)

As lembranças mais especiais que tenho da minha infância junto com meu pai são dentro da água. Sempre amei demais rio, praia e piscina e uma coisa que meu pai sempre teve muito cuidado em me ensinar foi: respeite a água, tenha cuidado com ela e saiba nadar. Levei isso para a vida. Aprendi que quando sabemos nadar podemos estar na água. Aos poucos fui crescendo e percebi que ter sido um nadador desde pequeno me ajudou a lidar com as correntezas que se apresentam como desafios na vida.

"Saber nadar te ajuda a sobreviver nas correntezas" - Hugo (filho) e Marcos (pai)

As lembranças mais especiais que tenho da minha infância junto com meu pai são dentro da água. Sempre amei demais rio, praia e piscina e uma coisa que meu pai sempre teve muito cuidado em me ensinar foi: respeite a água, tenha cuidado com ela e saiba nadar. Levei isso para a vida. Aprendi que quando sabemos nadar podemos estar na água. Aos poucos fui crescendo e percebi que ter sido um nadador desde pequeno me ajudou a lidar com as correntezas que se apresentam como desafios na vida.

"Ajudar e ser justo com as pessoas" - Tito (filho) e Alexandre (pai)

Não existe nada mais importante que eu tenho aprendido com meu pai que não seja a vontade de ajudar e ser justo com as pessoas. Meu pai é aquele que não ajuda apenas com promessas e palavras, ele sempre me ensinou isso fazendo.

E foi fazendo isso que percebi logo cedo que é preciso cuidar das pessoas que estão a nossa volta. Seja ela quem for. Talvez seja essa uma lição que nós filhos só iremos sentir na pele quando formos pais um dia, é um exercício constante de desconstrução da sua vaidade, é dar importância ao próxima tanto quanto você dá a você mesmo, no caso de um filho muitas vezes até mais. Essa foto representa muito minha infância, aonde meu parceiro preferido das brincadeiras sempre foi ele, o maior e melhor colo. Obrigado por me ensinar a ser firme e quando preciso ser uma pessoal sensível e humana. Valeu, pai! Te amo!

"Ajudar e ser justo com as pessoas" - Tito (filho) e Alexandre (pai)

Não existe nada mais importante que eu tenho aprendido com meu pai que não seja a vontade de ajudar e ser justo com as pessoas. Meu pai é aquele que não ajuda apenas com promessas e palavras, ele sempre me ensinou isso fazendo.

E foi fazendo isso que percebi logo cedo que é preciso cuidar das pessoas que estão a nossa volta. Seja ela quem for. Talvez seja essa uma lição que nós filhos só iremos sentir na pele quando formos pais um dia, é um exercício constante de desconstrução da sua vaidade, é dar importância ao próxima tanto quanto você dá a você mesmo, no caso de um filho muitas vezes até mais. Essa foto representa muito minha infância, aonde meu parceiro preferido das brincadeiras sempre foi ele, o maior e melhor colo. Obrigado por me ensinar a ser firme e quando preciso ser uma pessoal sensível e humana. Valeu, pai! Te amo!

NOS CONTE A SUA HISTÓRIA

Quer participar da campanha e ver sua história por aqui também?

Poste uma foto da infância no Instagram marcando a gente (@armadillorio) e conte o que você aprendeu com seu pai.

Quer participar da campanha e ver sua história por aqui também?

Poste uma foto da infância no Instagram marcando a gente (@armadillorio) e conte o que você aprendeu com seu pai.